FANDOM


O Grande Astro
TMOS-11
Informações Gerais
Série Superman: O Homem de Aço
Arco Deuses Entre Nós
Número do Episódio 11
Sequência
Episódio Anterior Livramento
Episódio Seguinte Amanhã
Créditos
Escrito por JokerLeo

O Grande Astro é o décimo primeiro episódio da série Superman: O Homem de Aço.

SinopseEditar

O Mundo está em caos após a chegada dos kryptonianos à Terra. Superman se tornou a última esperança, mas para isso, precisará de ajuda para provar à humanidade que está do lado da Terra.

EnredoEditar

Na Terra, as pessoas continuam dentro de suas casas. As ruas de Metrópolis já não são mais as mesmas, estão desertas. Novamente, as pessoas temem o ataque de Zod, e evitam andar pelas ruas das cidades onde possam ficar vulneráveis.

No Planeta Diário, Lois Lane está em outro dia de trabalho. Novamente, como tivera feito nos últimos dias, ela vira-se para o gabinete de Clark Kent e nota que outra vez ele não apareceu. Ela vira-se de volta para o seu próprio gabinete e começa trabalhar, mas acaba ouvindo a voz de Perry White pelos corredores e se levantando para ir ver o que está acontecendo ali.

“Você tem que ser responsável, isso aqui é o seu trabalho. Não importa o que esse Zod diga, as pessoas precisam de informação e é obrigação nossa passar essa informação!” – Dizia Perry White a Clark Kent, advertendo-o sobre suas faltas no trabalho nos últimos dias. “Perry, eu conversarei com o senhor Kent, muito obrigada!” - Diz Lois Lane puxando o braço de Clark e levando-o até a sala de edição.

“Não pensei que fosse dizer isso, mas fiquei preocupada com seu sumiço. Da última vez que esteve aqui, me falou sobre uns prob...” – Dizia a moça até que é interrompida por Kent. “Lois eu estou aqui para pedir ajuda. Eu não poderei continuar aqui agora, eu preciso que você tente conscientizar as pessoas, através de qual meio for, de que o Superman está de volta a Terra” – Pede Clark.

Lois questiona o porquê do pedido imediato e como Clark sabe sobre o retorno do Superman, e Clark responde que não há tempo para isso, as pessoas devem saber que o Superman está do lado delas, e que vai fazer de tudo para salvar a Terra de Zod, perguntando em seguida se a moça pode fazer isso, e ela afirma que sim. Clark vai saindo, até que Lois manda que ele espere. “O que?” – Pergunta Clark. “O exército está em ativa, eles irão atacar o primeiro kryptoniano que vir, eu tentarei falar com meu pai para impedir as forças armadas de atacar o Superman, e divulgarei sobre o retorno do Superman pela internet.” – Dizia a moça. Clark agradece e sai da sala imediatamente.

Enquanto isso, General Zod retorna à nave kryptoniana. Faora aparece afirmando que tem más notícias, e Zod pergunta se Kal-El já fugiu. “Sim, ele fugiu, senhor.” – Diz a mulher kryptoniana. “Nada além do esperado, queria ver até onde ele ia, até onde poderia confiar nele. Pelo visto, Kal-El honrará seu pai como um traidor, e assim como o pai, sua alma irá mofar nas profundezas da escuridão, e eu terei o prazer de manda-lo para lá. Assuma o monitoramento do ataque.” – Diz o General. “Sim, senhor.” – Diz Faora, retirando-se dali logo em seguida, deixando Zod em frente ao visor da nave olhando para a Terra e abrindo um pequeno sorriso no canto de sua boca.

Em Metrópolis, os kryptonianos flutuam disparando rajadas com sua visão de calor sob os prédios da cidade, deixando por onde passam uma trilha de mortes. Um kryptoniano ouve algo se aproximando. “Preparar! Atacar! Fogo!” – Dizia um homem quando tiros são dados num tanque de guerra.

O kryptoniano desvia dos tiros e avança contra o tanque de guerra, levantando-o e partindo no meio com sua visão de calor, derrubando dali de dentro três soldados humanos que o guiavam. Os homens caem no chão, e o kryptoniano, com um sorriso em seu rosto, larga os dois pedaços do tanque de guerra sobre eles, sendo que apenas um dos três soldados escapa. O kryptoniano vê o homem tentando fugir e assopra criando uma rajada de gelo, em seguida voando em direção ao corpo congelado e partindo-o no meio.

Nesse momento, o kryptoniano nota outros soldados vindo em sua direção em outros tanques de guerra. Ele avança para perto dos tanques, que disparam seus tiros contra o alienígena, que segura um dos tanques e o joga em direção ao outro, fazendo ambos explodirem. Um dos outros tanques é suspendido pelo kryptoniano, que o parte com suas próprias mãos, dentro dele, estava o general daquela equipe. Os olhos do kryptoniano brilham em vermelho, prontos para usar sua visão de calor. É quando o kryptoniano sente suas costas queimadas por outra rajada de calor, tendo essa vindo do Superman, que surge dos céus e aproxima-se do kryptoniano, socando-o em seguida.

O tanque cai, mas antes que colida com o chão o Superman consegue segurá-lo. “Obrigado, Superman. General Sam Lane, minha filha avisou que você viria.” – Dizia o homem. Superman sorri e diz que o General tem uma ótima filha. Ao virar-se novamente, vê o kryptoniano aproximando-se novamente. Superman levanta voo e segue de encontro ao kryptoniano, socando seu rosto e arremessando-o para longe. Ele voa para perto de onde seu inimigo tivera caído, e o encontra derrotado. “Eu estou aqui a mais tempo que você.” – Diz o herói.

O herói ouve alguém chamando-o por Kal-El, e ao virar-se para trás, vê mais dois kryptonianos aproximando-se. Os olhos do herói começam a brilhar em vermelho e ele dispara uma rajada com sua visão de calor acertando um dos kryptonianos e jogando-o em direção aos céus. O outro lhe soca o rosto, mas Superman, com um chute, acerta seu tórax e o derruba no chão. “Tenha piedade do seu próprio povo!” – Diz o kryptoniano. “Eu não sou seu povo.” – Diz o Superman, que o segura pelo pescoço prestes a socar sua cabeça quando é atingido pelo outro kryptoniano, que voa em alta velocidade em sua direção, jogando-o contra um prédio ali perto e rompendo as paredes de sua base,fazendo com que o herói acabe indo parar lá dentro.

“Mande evacuar o prédio, agora!” – Diz o herói a um dos homens que estava dentro do local, que pela falta de equilíbrio começa a cair. Superman vai para o lugar onde foi rompido o prédio e o sustenta enquanto as pessoas vão saindo do prédio. Enquanto isso, o kryptoniano que o jogou ali observa tudo do alto. “Vamos continuar a luta?” – Dizia o que tivera sido derrubado anteriormente. “Não, não é nosso dever.” – Responde o outro kryptoniano, assim deixando o lugar.

Superman continua esforçando-se para sustentar o prédio até que as pessoas finalmente saem todas dali e o herói pode finalmente sair dali, fazendo o prédio desabar na rua. Naquele momento, a poeira dos escombros cobre toda aquela área, fazendo com que aquilo possa ser visto de longe.

De seu escritório na LexCorp, o bilionário Lex Luthor vê o prédio cair. Luthor observa atentamente com um olhar frio, até que pega seu telefone e entra em contato com alguém “Prepare-se, está quase na hora. Vamos mostrar que esse planeta ainda nos pertence.” – Diz o empresário, desligando logo em seguida o seu telefone.

Na cidade, os soldados do exército americano andam pelos lugares evacuando a área próxima a onde o prédio teria desabado. Superman aparece do alto, e conta ao General Lane que não conseguiu segurar. “Superman, entendemos o que quis fazer. Tem outros no mundo todo, como pretende acabar com isso? Os exércitos não dão conta! Não sei se eu deveria dizer isso, mas se não fosse por você, esses kryptonianos nem estariam aqui. Superman, você precisa detê-los, ou a humanidade perecerá.” – Diz o General. “Senhor, eu não tenho certeza se poderei impedir que a humanidade pereça, mas saiba que se perecer, eu perecerei junto. Zod quer minha cabeça, e ele virá me buscar.” – fala o herói. “E o que você acha que vai acontecer depois, Superman? Bilhões de vidas estão em jogo!” – Diz o General. “Nesse momento, eu acho que tudo o que precisam é ter esperança uma vez me disseram que a salvação viria dos céus.” – Diz o herói levantando voo.

“E você acha que isso é o suficiente? Você acha que essa tal salvação irá nos livrar? Zod também veio dos céus! Dizem que o próprio diabo caiu dos céus!” – Grita o General Lane, mas o Superman acaba deixando o lugar ignorando o que o homem diz. “Sinceramente não sei o que a Lois vê nesse cara.” – Afirma o General.

Na nave kryptoniana, Faora conta a Zod que encontraram o Superman na cidade de Metrópolis, ele enfrentou três soldados, e deixou um em má situação e outro ferido. “Está na hora de pôr um fim em Kal-El.” – Afirma Zod. “Eu devo ir atrás dele, senhor?” – Pergunta a mulher kryptoniana. “Não. Assuma o comando da tropa, Faora, eu mesmo irei atrás de Kal-El.” – Responde o General Zod.

PersonagensEditar

CuriosidadesEditar

  • Esse episódio foi lançado em conjunto com seu sucessor, Amanhã.